EVENTO “DIA D – COMBATE À SÍFILIS”

0

A promoção é da Prefeitura Municipal de Farroupilha (Secretaria Municipal da Saúde) e Associação Pró-Saúde.

Em apenas cinco anos, o número de casos de sífilis aumentou 5.000%, segundo dados do Ministério da Saúde (de 1.249 em 2010, para 65.878 em 2015). Por conta deste crescimento, o terceiro sábado de outubro foi decretado com o “Dia D” de combate à doença. Segundo especialistas, este número de casos está elevado porque as pessoas perderam o medo de contrair doenças sexualmente transmissíveis por conta do avanço dos tratamentos. A doença também pode ser passada da mãe para o bebê.

Doença infecciosa, a sífilis é causada pela bactéria Treponema pallidum e pode ser transmitida por meio de relações sexuais sem preservativos, transfusão de sangue contaminado e de mãe para filho (durante a gestação e o parto). Dados alarmantes do Ministério da Saúde apontam que a sífilis é quatro vezes mais frequente nas gestantes do que o HIV. Estima-se que, a cada ano, 48 mil gestantes estejam infectadas pela doença no Brasil. O Dia Nacional de Combate à Sífilis, comemorado no dia 21 de outubro, tem como objetivo mostrar que doença tem cura, mas que é preciso investir na prevenção com sexo seguro.

Em Farroupilha, conforme dados da Secretaria Municipal da Saúde, os números de casos de sífilis adquirida e congênita também cresceram ao longo dos anos. Em 2012 os casos de sífilis  adquirida notificados foram 12; já em 2017 (até 20 de outubro) foram 58. Quanto à sífilis em gestantes, em 2011 foram notificados 1 caso apenas. Mas, em 2017 (até 20 de outubro) foram 9 casos notificados.

Na sexta-feira, 27, as equipes da Secretaria da Saúde e Associação Pró-Saúde realizaram ação de combate à sífilis, na praça da matriz, onde testes rápidos foram realizados, assim como distribuição de material educativo e informativo sobre a prevenção e tratamento da sífilis e outras doenças sexualmente transmissíveis, como a AIDS.

EVENTO SOBRE SÍFILIS